Decreto 65725/2021 

DECRETO Nº 65725, DE 25 DE MAIO DE 2021
 
Regulamenta a Lei nº 17.320, de 12 de fevereiro de 2021, que dispõe sobre penalidades a serem aplicadas pelo não cumprimento da ordem de vacinação dos grupos prioritários, de acordo com a fase cronológica definida no plano nacional e/ou estadual de imunização contra a Covid-19.
 
João Doria, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e à vista do disposto na Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021,
 
Decreta:
 
Art. 1º A apuração do não cumprimento da ordem de vacinação dos grupos prioritários, de acordo com a fase cronológica definida no plano nacional e/ou estadual de imunização contra a Covid-19, e a aplicação das penalidades previstas na Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021, serão realizadas por uma comissão especial integrada pelos seguintes membros:
 
I - 2 (dois) representantes da Secretaria da Justiça e Cidadania, na qualidade de titular e suplente, competindo ao primeiro a presidência do colegiado;
 
II - 1 (um) representante da Corregedoria Geral da Administração;
 
III - 2 (dois) representantes da Secretaria de Estado da Saúde, das áreas de Vigilância Sanitária e Epidemiológica;
 
IV - 1 (um) representante da Secretaria de Desenvolvimento Regional;
 

V -   (Revogado pelo Decreto 66283/2021/NI/RIOGRANDEDOSUL/RS)  Redações Anteriores

§ 1º O procedimento sancionatório a que se refere o "caput" deste artigo observará as regras contidas na Lei nº 10.177 , de 30 de dezembro de 1998.
 
§ 2º A comissão especial poderá solicitar informações e documentos a entidades públicas e privadas, para instauração e instrução do processo administrativo de que trata o § 1º deste artigo.
 
§ 3º O órgão da Procuradoria Geral do Estado que presta consultoria e assessoramento jurídico à Secretaria da Justiça e Cidadania exercerá essas atribuições, também, junto à comissão especial de que trata o "caput" deste artigo.
 
§ 4º Se for identificada a prática de possível falta por servidor público, a comissão especial comunicará o fato ao órgão ou entidade em que o investigado desempenhar suas funções e indicará as provas de que tiver conhecimento, propondo a instauração do procedimento disciplinar cabível.
 
§ 5º A comunicação de que trata o § 4º deste artigo será dirigida à autoridade competente para determinar a instauração do procedimento disciplinar, observando-se, quanto aos servidores públicos estaduais, no que couber, o disposto nos artigos 260 , 272 e 274 da Lei nº 10.261 , de 28 de outubro de 1968, com a redação dada pela Lei Complementar nº 942, de 6 de junho de 2003.
 
§ 6º Na hipótese de configuração, em tese, de infração penal, a comissão especial dará notícia do fato ao Ministério Público, instruída com as cópias dos documentos pertinentes.
 
§ 7º Os integrantes previstos nos incisos II a V deste artigo serão indicados pelos titulares dos respectivos órgãos e designados pelo Secretário da Justiça e Cidadania.
 
§ 8º A comissão especial deliberará mediante voto da maioria de seus membros, tendo o Presidente direito ao voto de qualidade.
 
§ 9º A participação na comissão especial referida no "caput" deste artigo não será remunerada.
 
Art. 2º A Secretaria da Justiça e Cidadania fica autorizada a firmar convênios e termos de cooperação com a Assembleia Legislativa, com Câmaras Municipais e com o Poder Judiciário, objetivando praticar todos os atos necessários ao bom funcionamento do sistema de recebimento e julgamento das denúncias dos atos definidos na Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021.
 
Art. 3º A comissão especial graduará a aplicação das penas previstas no artigo 2º da Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021, considerando a culpabilidade do agente, as circunstâncias e consequências da conduta e as condições pessoais e econômicas do infrator.
 
§ 1º A pena de multa será fixada observando-se os seguintes limites:
 
1. de 50 (cinquenta) a 850 (oitocentas e cinquenta) Unidades Fiscais do Estado de São Paulo - UFESPs, na hipótese do § 1º do artigo 2º da Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021;
 
2. de 100 (cem) a 1.700 (mil e setecentas) Unidades Fiscais do Estado de São Paulo - UFESPs, na hipótese do § 2º do artigo 2º da Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021;
 
3. de 200 (duzentas) a 3.400 (três mil e quatrocentas) Unidades Fiscais do Estado de São Paulo - UFESPs, na hipótese do § 3º do artigo 2º da Lei nº 17.320 , de 12 de fevereiro de 2021.
 
§ 2º Não será punível, nos termos deste decreto e da lei presentemente regulamentada, a imunização realizada em consonância com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, o Plano Estadual de Imunização ou o plano municipal pertinente ao fato.
 
Art. 4º O Secretário da Justiça e Cidadania poderá expedir normas complementares para o cumprimento deste decreto.
 
Art. 5º Este decreto entra em vigor na data da sua publicação.
 
Palácio dos Bandeirantes, 25 de maio de 2021
 
JOÃO DORIA
 
Rodrigo Garcia
Secretário de Governo
 
Gustavo Diniz Junqueira
Secretário de Agricultura e Abastecimento
 
Patrícia Ellen da Silva
Secretária de Desenvolvimento Econômico
 
Sergio Henrique Sá Leitão Filho
Secretário da Cultura e Economia Criativa
 
Rossieli Soares da Silva
Secretário da Educação
 
Henrique de Campos Meirelles
Secretário da Fazenda e Planejamento
 
Flavio Augusto Ayres Amary
Secretário da Habitação
 
João Octaviano Machado Neto
Secretário de Logística e Transportes
 
Fernando José da Costa
Secretário da Justiça e Cidadania
 
Marcos Rodrigues Penido
Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente
 
Celia Kochen Parnes
Secretária de Desenvolvimento Social
 
Marco Antonio Scarasati Vinholi
Secretário de Desenvolvimento Regional
 
Jeancarlo Gorinchteyn
Secretário da Saúde
 
João Camilo Pires de Campos
Secretário da Segurança Pública
 
Nivaldo Cesar Restivo
Secretário da Administração Penitenciária
 
Alexandre Baldy de Sant'Anna Braga
Secretário dos Transportes Metropolitanos
 
Aildo Rodrigues Ferreira
Secretário de Esportes
 
Vinicius Rene Lummertz Silva
Secretário de Turismo e Viagens
 
Celia Camargo Leão Edelmuth
Secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência
 
Julio Serson
Secretário de Relações Internacionais
 
Roberto Figueiredo Guimarães
Chefe de Gabinete, Respondendo pelo Expediente da Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão
 
Cauê Macris
Secretário-Chefe da Casa Civil
 
Publicado na Secretaria de Governo, aos 25 de maio de 2021.

D.O.E., 26/05/2021


Este texto não substitui a Publicação Oficial.